Inspirações
18 abr 2017

Papel de parede de tijolinho: solução fácil e rápida

Uma das publicações mais buscadas aqui no blog e também tema frequente no Instagram é parede de tijolinho! Aplicação, tipos de parede de tijolo aparente, limpeza, facilidade, variações…

Foto falsa e parede falsa, mas quem liga quando a paixão é maior que a vontade e possibilidade de reforma?

O assunto não sai da moda e todo mundo ama esse estilo para sua casa! Seja para uma parede na cabeceira da cama, seja para deixar a sala toda com essa pegada rústica ou até industrial, dependendo do estilo e acabamento.

Para hoje, a ideia é apresentar uma variação: papel de parede de tijolinho!

No Pinterest, me deparei com  uma solução do AliExpress (veja o pin aqui) que me chamou super atenção: papel de parede de tijolinho com textura! Já chegou a ver isso? Para mim é total novidade e me deixou curiosa. O material é autocolante e tem relevo! Ou seja, promete ficar ainda mais similar ao efeito real.

outros papéis que vemos por aí, não tem a textura, mas enganam muito bem nossos olhos trazendo o mesmo efeito de conforto e calor ao ambiente que o tijolinho real. É possível encontrar até mesmo diversos tipos de tijolo como tijolo vermelho, tijolo de pedra, tijolo com tinta branca. Vale fazer o teste em um cômodo! Afinal, o custo benefício é ótimo se compararmos a uma obra…

Boa solução para ter a tão sonhada parede sem precisar gastar muito e nem mesmo fazer uma reforma, hein? Ficam inspirações nas imagens e onde encontrar. #colaadora #colainspira

Para rever a postagem sobre parede de tijolinho aparente, venha aqui!

Alguém por aí morre também de amores por uma parede como essa em sua casa?

Onde comprar papel de parede de tijolinho: site Papel na Parede, site Comprar Papéis de Parede (nesse link tem uma infinidade de cor e modelos) e site Papel Decor (que dei joinha nas promoções).

+ Se o assunto do papel de parede interessou, vale ver esse post que fiz para o Blog do Elo7 com dicas para aplicação!

Inspirações
23 mar 2017

Shutterstock elenca 10 tendências em imagens

A pauta é o universo das fotos, captura de imagens e as tendências observadas nesse segmento! Vamos conferir e nos inspirar?

O Shutterstock (enorme banco de imagens) celebra um enorme marco: sua coleção atingiu 100 milhões de imagens. Graças à dedicação de 140.000 artistas de 100 países, a plataforma conta que a coleção de fotos, vetores e ilustrações pôde se tornar uma extensa fonte de imagens frescas e vibrantes que podem contar histórias do mundo.

Shutterstock elenca 10 tendências em imagens

E para celebrar o marco, fizeram um qustionamento. Como o Shutterstock e todo o mundo visual mudarão no futuro? Para descobrir, indagaram aos nossos curadores, designers e revisores sobre suas previsões das principais tendências que moldam o futuro das imagens. Algumas das escolhas, como a fotografia de rua, têm sido um ponto de referência na indústria por várias décadas; outros, como a fotografia com drone, explodiram na tela nos últimos anos. Ao todo, essas tendências de imagem estão mudando a maneira como interagimos com as máquinas, uns com os outros e com o nosso ambiente.

Essas mudanças são impulsionadas por grandes inovações em tecnologia e grande imaginação por criativos em todos os lugares e têm uma influência impenetrável no futuro visual, desde os tipos de imagens que criamos, até as ferramentas que usamos para criá-las e as formas como as compartilhamos o mundo.

Descubra as dez tendências de imagem que estão definindo uma nova era de imagens.

image-trends-infographic

Inspirações
21 dez 2016

Desejos e pensamentos da semana, do mês, da fase!

A vida tá agitada? A vida tá cheia de barzinhos e festas de fim de ano? A vida tá cheia de passeios e compromissos de trabalho? Nope. A vida tá de ansiedade, a vida tá de tossir e espirrar e fazer xixi, a vida tá de não dormir à noite, mas engatar no sono às cinco da manhã, a vida tá de de ter barriga até nas costas, a vida tá de procurar gastar tempo suficiente em cada coisinha que ocupe o dia e me dê prazer.

Tô reclamando? Não exatamente. Sou maravilhosamente grata por cada fase da gestação estar indo bem e eu sentir meu bebê lindo mexer a cada instante. É pezinho que sinto na costela, é tornozelo miúdo que me dá um toquinho quando dou um carinho, é soluço constante que não acaba mais. E ufa, ainda bem! Porém, como todo mundo diz, taí o nono mês, minha gente. Do jeitinho que todo mundo o descreve: é longo, é de expectativa, é de ansiedade, é de gigantismo.

Nem no meu maior e melhor sonho para 2016, eu me imaginava do jeitinho que estou hoje à espera das festas de Natal e Ano Novo. (que festas? rs) Jamais me imaginaria por mais que fosse meu maior desejo, que estaria sim – teria conseguido! – estar grávida mor e à espera do fruto mais precioso do amor e companheirismo com o moço. E não é que cá estou? Vivendo os prazeres e os meus “ais” dessa fase de espera.

Já em SP, bem acomodada e tranquilinha, começo o nono mês sem estrada, sem mais balsas, sem idas e vindas para poupar esse corpitcho que já não combinava mais com horas no carro. Agora a vida aqui é para o Migs, e para seu total conforto e bem-estar. Quero e desejo que ele fique o tempo necessário em seu confortável barrigão e cresça tudo que precisa aqui dentro. São exames e consultas semanais, são saidinhas breves para curtir o período de compras de Natal e… Muita contração de treinamento e minha cabeça circundando apenas uma coisa: que dê tudo certo.

E assim a gente vai seguindo. Nessa semana consegui terminar fases importantes dos últimos trabalhos e pendências. Tô prestes a me sentir mais aliviada sem entregas e compromissos dos freelas, as nossas malinhas de maternidade estão prontas, minha cabeça está mais livre.

É possível que eu tenha a melhor notícia do mundo daqui umas três semanas, como é possível que essa vida e pensamentos e desejos se estendam por mais cinco. É só a mãe natureza que sabe.

Vou guardar num potinho minha vontade enorme de colocar meu shorts jeans de cintura alta de abacaxis, de fazer um tintim por tudo ter dado certo e de voltar para casa com o baby no colo. Eu sei que isso vai chegar num passe de mágica (e com algumas muitas noites sem deitar), mas vai chegar.

Bora aumentar o som do Edward Sharpe e trabalhar mais um pouco para ocupar a mente e sentir o corpo feliz! Te amo demais, Miguel Stump Sanchez, e vou sempre fazer o que é necessário e além para você. E sim, sim, já sei que é só o começo.

Inspirações
09 dez 2016

Greenery é a cor Pantone 2017!

Rufem os tambores, a Pantone super super acaba de anunciar a cor do ano 2017! É a Greenery que cruza o tapete vermelho e vem nos inspirar e colorir muitas novidades, tendências, festas, decorações e vitrines em 2017. Todo mundo pronto para conhecer essa nova estrela? Espie abaixo o tom exato dessa mistura de amarelo ouro e azul vibrante e o resultado da pesquisa.

cordoanopantone1

Greenery é a cor Pantone 2017: frescor, recomeço e natureza

Para decifrar os desejos dos consumidores e o comportamento da população mundial, a Pantone realiza diversas pesquisas antes de soltar o tom que deve nos inspirar. Essa cor está sempre alinhada aos desejos, hábitos e comportamento atuais das pessoas em geral.

pantone-greenery-food-600

Para a Greenery, a aposta está na cor da natureza, a cor que está por todos os lados mesmo que a gente não se dê conta. O verde que simboliza o recomeço, o frescor, que nos revigora!

O que mais precisamos é o contato com a natureza, a cabeça mais livre e relaxada, um momento que inspire a pausa e respiração serena. Coisas que só folhagens e cheiro de grama são capazes de proporcionar!

cordoanopantone

Bacana, não é? Nesse vídeo produzido pela Pantone, é possível entender melhor todo o conceito por trás da cor escolhida para 2017.

Vamos ficar de olho em tudo que deve surgir inspirado nessa cor? É certo que teremos variações, combinações interessantes e uma porção de criações com a temática!

Inspirações
24 nov 2016

Home office, quarto e ateliê: 3 em 1

Para hoje, quem domina a cena e mostra seu ambiente 3 em 1 que é home office, quarto e ateliê, é a empreendedora criativa Mari Salles. Quem aí a conhece das redes sociais e seus ótimos trabalhos? Mari se reinventa e é uma superinspiração. Aqui vocês conhecem um pouco de suas atividades refletidas nesse ambiente motivador! Aqui vai seu depoimento sobre a transformação do espaço, recheado de detalhes!

atelie quarto
Como tudo começou

Eu sou a Mari Salles, e sou contadora, artesã e empreendedora criativa. Há 5 anos iniciei uma marca de produtos artesanais para casamentos e eventos, o Ateliê Mari Salles. Quando comecei, lá atrás, eu morava em uma casa que me permitia ter um quarto só para o ateliê. Porém, há 3 anos voltei a morar na casa dos meus pais e aqui não tinha espaço para ser tudo separado, a final de contas, somos 3 filhos e todos na época morando com os pais.

Então meu pai pensou em reformar uma casinha que tinamos no quintal, para que pudesse ser meu quarto e meu ateliê. Assim foi. Ficou lindo, maravilhoso, colorido, tudo como eu queria naquele momento, principalmente por que o ateliê era o foco da minha vida e eu priorizei o espaço de trabalho.

atelie organizaçao

Na época, o ateliê tinha 3 mesas de trabalho enormes, sendo uma delas embutida na máquina de costura industrial. Eu ainda tinha uma cômoda para os tecidos e uma mesa menor para o computador. E eu dormia em uma pequena caminha de solteiro. Tudo perfeito!

Mudanças de foco acontecem

Só que o tempo foi passando, e a vida foi mudando. Voltei a trabalhar como contadora, e esse ano, entrei no Decola Lab da Rafa Cappai. No Decola, me redescobri toda. Mudou profundamente minha visão de trabalho, de vida e propósito. E decidi iniciar um novo negocio, a Love Accounting – Contabilidade para Criativos. Eis que meu quarto/ atelie não comportava mais minhas escolhas para a vida.

atelie de costura

Decisões assertivas e organização mode on

Foi então que contratei a Emilia Ventura que é personal organizer para me ajudar. Primeiro, pensamos só na parte prática da organização do meu espaço, mudando só coisas simples (que sem a Emilia eu definitivamente não teria conseguido!) como organizar as coisas em caixas, separar por tipo de material, colocar papéis em pastas, ter organizadores para documentos verticais na mesa do computador e colocar os materiais de trabalho do ateliê que ficavam na minha mesa em um varão com baldinhos.

Logo depois dessa primeira conversa via skype, já coloquei tudo em prática e super me ajudou. Fiquei assim mais 5 meses até decidir que a Emilia tinha razão e eu precisava me desfazer de algumas mesas para poder viver com mais conforto e ser mais produtiva.<

Parte 2 em ação

Aí entra minha amiga arquiteta Amanda Budoia. A Amanda é minha amiga pessoal há anos, e desde da 1ª reforma da casinha no quintal para virar meu lugar no mundo ela embarca no meu sonho comigo. Amanda veio aqui, tirou medidas comigo, desenhou o melhor layout que era possível em 20m² que é o tamanho do meu quarto / atelie / escritório.

quarto de casal atelie

Decidi tirar 2 mesas de trabalho grande, e substituir a mesa do computador por uma um pouco maior com tampo de vidro (ainda não chegou!rs). Tirei também a cama de solteiro e a úncia compra mesmo que eu fiz foi da cama de casal. O restante todo dos móveis aproveitei o que eu já tinha.

As minhas sapateiras e meu móvel para roupas de pendurar eram o apoio de uma das mesas. Foram separados, duas sapateiras ficaram no pé da cama e outas duas empilhadas servindo de apoio para livros e papéis.

cantinho do cafe

Meu móvel de roupas virou o apoio do meu amado café e minhas fofurices de canecas e afins. A máquina de costura industrial teve a mesa diminuída em 13cm para caber no cantinho onde antes ficava a minha cama. A cômoda rosa (xodó da minha vida! Era da minha avó e foi restaurada por outra amiga muito querida) ficou abaixo da TV para apoiar os equipamentos necessários e diminuir a distância entra a cama e o fim desse nível mais baixo do quarto.

home office

A cama ganhou destaque bem no centro, ao lado da prateleira de materiais e do frigobar. Outra coisa que amei ter investido foi o tapete. Dica da Amanda e achei que super complementou a decoração sem pesar.

Identidade visual mantida

Uma das minhas preocupações foi manter a minha identidade criativa e colorida no espaço, mesmo ele não sendo mais um ateliê antes de tudo. Hoje no meu espaço eu trabalho com contabilidade, com os projetos do ateliê e tenho mais espaço para mim, para curtir e descansar.

Ainda falta fazer a cabeceira da minha cama, que eu mesma vou costurar e a instalação do espelho na porta do meu guarda-roupas. Mas eu to apaixonada!

Quem fez acontecer:

 

♥ Gostou de conhecer o espaço multi da Mari Salles? Se ficou com vontade de apresentar o seu e contar sua história por meio da decor escolhida, me mande um e-mail!