Inspirações
06 nov 2017

Para viver mais leve: arrume

O tema parece ficar mais recorrente no blog quando o fim do ano se aproxima ou quando alguma grande mudança está para acontecer. Mas é assim com todo mundo certamente. Mudança de fase, de folha de calendário, nascimento de filho, novo trabalho, mudança de projeto, de casa, toda mudança exige arrumação. E parar para pensar na importância dessa arrumação é se permitir se livrar de um peso tão grande no dia a dia!

A gente por vezes não se dá conta, mas para viver mais leve, é preciso ter menos, guardar menos, acumular menos e por fim, gastar menos porque a gente sabe certinho, certinho tudo o que tem e onde cada coisa está,  então não gasta à toa. Não consome em vão. E nem tem vontade de acumular de novo!

Esse pensamento tem me guiado em arrumações que tenho feito em casa, no home office, no guarda-roupa, na cozinha e toda rotina parece fluir melhor com isso. Para ilustrar e animar sua arrumação de vida por aí, já que para o planner semanal já teve um impulso, vão painéis ao estilo pegboard e algumas ideias organizadoras por meio deles.

Pegboard colorido super inspirador para arrumação do ateliê, oficina, lavanderia ou home office – vi no Instagram do http://thecraftedlife.com/, já conhece o blog?

Um pegboard nada mais é que uma madeira compensada com furos para encaixar estantes e penduradores onde necessitar. Vale para criar painéis temáticos, permitir segmentação de objetos ou uma decor minimalista.

Com painéis estilo pegboard ou aramado, você evita ter gavetas cheias de coisas desnecessárias e visualiza tudo que precisa de forma estética e decorativa

Longe de ser uma possibilidade em minha mini cozinha, mas se é possível por aí, pense em usar murais como esse também para utensílios, instrumentos e até para tampas e panelas!

►►►Pode ser interessante rever:

Arrumação do espaço de trabalho, de criação e armário durante a gravidez

Mesh board ou aramado para organizar mesa de trabalho, fiz aqui e deu certo!

Trato na área de serviço: organização e novas aquisições para o dia a dia.

Inspire-se e torne a vida mais leve (e decorada) também!

Materiais
27 out 2017

Organização de tarefas com planner A.Craft

Não é de hoje que eu uso um planner no lugar de uma agenda para organizar meu dia a dia de trabalho… Como autônoma e dona do próprio nariz na hora de definir prioridades, tarefas, gerenciamento de tempo e outros afazeres fora do trabalho, essa ferramenta tem sido fundamental na minha rotina. E por quê um planner e não uma agenda? Além da atratividade e estética que me impulsionam a usar diariamente, a me manter organizada e fiel a suas páginas, te mostro a seguir algumas funcionalidades que me atraem bastante. Para completar, também mostro como é o planner da marca A. Craft que estou usando esse ano e já garanti a versão 2018. Vamos ver vantagens, como uso e detalhes a seguir?

Planner A.Craft com blocos de trimestre 2018, capa, caneta e queridos washitape para decorar

Capa reutilizável, blocos por trimestre e acessórios

Começar o ano com novidade é um empurrão para novos projetos e novo gás no trabalho! Dessa forma, é inevitável não querer caderno de anotações e agenda novos para anotar e gerenciar tarefas, certo? Sim e não com um planner como da A.Craft! Explico: com esse modelo que escolhi para me acompanhar durante 2017, posso facilmente trocar todo seu miolo e me encantar pelas novas cores e capas, incorporar novos acessórios como envelopes, réguas, cadernos…

Mas manter capa que estava perfeita e adoro, continuar com bloco do último trimestre do ano anterior para manter anotações de projetos e informações importantes e até mesmo manter em uso mesmo bloco de notas do mesmo formato dos blocos de trimestre. Essa é uma super vantagem para organização e motivação: saem períodos que chegaram ao fim, deixam de pesar na bolsa, mas ficam os dados importantes, aqueles lembretes e senhas importantes, número ou nome que até sabe onde anotou no bloco mais recente de meses e a funcionalidade que já faz sentido e já é conhecida no para o dia a dia.

Já deu para sentir aí a diferença com a agenda? Ao longo desse ano, por exemplo, por poder encaixar nos elástico os cadernos de meses, sempre deixei apenas de um ou dois trimestres para tornar o conjunto mais leve e ergonômico. Coisa que seria impossível em uma agenda comum.

Organização diária e metas da semana

Com tarefas de diferentes clientes, afazeres com cuidados da casa e bebê, além de anotações de eventos, viagem, reuniões, fica fácil se perder nos compromissos diários sem listas e anotações. Desde que me entendo como autônoma, não começo o dia sem uma organização de tarefas e muitas vezes numerando prioridades e também períodos para realização. Normalmente minhas tarefas vêm com números na frente e depois de realizada, tico e para passar para a seguinte.  Isso porque é bem comum tanto a vontade gigante de mesclar atividades e fazer tudo ao mesmo tempo sem muita ordem tanto a possibilidade de sobrar algo para o dia seguinte. Assim,  é sempre importante elencar quais são mais emergenciais e se lembrar que cada coisa deve ser feita na sua vez.

Dias da semana visíveis em duas páginas, bloco de metas e períodos

Com o planner, busco criar essa listagem diariamente e no início da  semana, por todos os dias estarem nas duas páginas, já dividir outras tarefas já sabidas dos dias seguintes. Só essa simples atitude já me ajuda a diminuir ansiedades e conseguir olhar de forma mais ampla para minhas pendências, entregas ou compromissos.

Um outro ponto que torna a semana mais eficaz é determinar nos espaços acima da página as metas gerais da semana. Nesses bullets eu acabo misturando coisas pessoais e de trabalho. É possível tanto ter “organizar armário”, como “pagar contas” como “entregar relatório”. Essas seriam macro tarefas que podem ser realizadas em mais dias da semana mas seria excelente cumprir até a sexta. E que alegria é fazer seu tique ao fim da semana, sucesso!

Itens úteis para uso diário do planner

Já que essa ferramenta de organização está longe de ser só uma agenda, já aproveito para enumerar alguns acessórios muito úteis além dos blocos de trimestres que está usando. Aqui vão:

  • Envelope plástico para guardar notas, cartões de visitas, papéis importantes como contas ou comprovantes
  • Divisória com porta-canetas e suporte para folhas
  • Régua para criar quadros, tópicos, fazer traços
  • Caneta que sempre precisa estar a postos
  • Gosto de ter clipes e fitas washi para prender recados ou notinhas importantes além de destacar assuntos ou dias

►►►

Fica meu depoimento sobre as vantagens do uso do planner e como fez diferença na organização da minha rotina! Esse modelo foi criado pela marca autoral e super pioneira desse modelo no Brasil A.Craft! Recomendo e admiro muito a criatividade e credibilidade desse negócio criativo. Espero que gostem do post e seja útil para quem procura uma nova forma de organização diária!

P.S.:Nem entrei no mérito por não ser a pessoa que faz decorações nem tem a letra mais linda, mas também vale complementar que manter suas folhas bonitas e atrativas como muitas adeptas amam pode ser mais um motivo de manter os dias bem organizados! Vai mais essa dica!

Inspirações
18 maio 2017

Parede de inspirações: não me canso de amar

Se tem uma coisa que me representa no universo da decoração, é uma parede cheia de lembranças, coisas que nos fazem sorrir, cores, recados, frases e pequenas alegrias para um dia a dia mais inspirado. Uma parede de inspirações muda a cada dia, com nosso humor, com nossa fase e práticas do momento. E isso é o mais legal: ela varia de gostos, cores e humores como a gente e pode influenciar nossa motivação só mesmo ao olhá-la!

Resolvi voltar ao tema ao achar essa imagem acima nas minhas andanças pelo Pinterest. Fica o convite para mergulhar em minha pasta Home Office I Trabalhar em casa cheia de imagens similares e motivadoras. Tenho usado mais essa rede social e estou super empolgada com tudo que tenho encontrado por lá! Já segue meu perfil?

Fica a dica e já trate de criar uma parede como essa em seu canto de criação, trabalho, ateliê, onde passar bons momentos do seu dia!

E se esse tema também te agrada e algumas coisas dessa foto te fizeram suspirar, vem nesses posts para caprichar no seu ambiente colorido:

A parede de inspirações também te animou?

Dicas
06 abr 2017

Rotina de trabalho home office com bebê: vida real

Quando questionei se este tema teria relevância lá no instagram @mastump (segue lá!) recebi uma calorosa chuva de comentários positivos! Então, seguindo minha agenda e possibilidades de tempo, eis que estou aqui para contar como estou me virando e dando conta da vida de mãe de um bebê de dois meses e meio e trabalho home office sem licença maternidade alguma. Vamos lá ver essa rotina que tenta se manter firme e forte?

Rotina é fundamental

O ponto inicial é importância extrema de se manter uma rotina. Aqui em casa, desde que chegamos com o bebê aos 15 dias (ele nasceu em SP e ficamos um tempo na casa dos meus pais), fiz questão de ser sistemática quanto os nosso horários. Tanto para mim, como para o Miguelzinho. No início eu fazia isso para me deixar segura, parecia que saber a hora para cada coisa me deixava mais no comando da situação e não sendo levada por fraldas, choros e mamadas. Então, impus alguns horários e assim fomos levando e moldando alguns ajustes conforme via sucesso ou não. Isso pra mim é uma dica preciosa: crie uma rotina. Sugestão das mais fundamentais mesmo.

Como funciona por aqui

No meu caso, funciona dessa forma: pulo da cama com os resmungos do baby às 7h30 mais ou menos. É a minha hora sozinha com ele e com meu café da manhã. Hora que dou de mamar (ou mamadeira porque não tenho quase nada de leite e já passei da fase da negação e chororô e hoje vivo muito bem com isso) e faço dormir na cadeirinha da sala para eu dar conta da minha alimentação e organização da cozinha. Nesse momento, o moço pai tira sua hora de sono já que na acordada mais recente da noite é ele o responsável por fazer o baby sossegar. Sobrou tempo? Tiro roupa do varal, guardo, organizo quartinho, roupas, sala, limpeza…

Por volta das nove, engreno no trabalho e vou até o meio dia, quando paro o que estiver fazendo para preparar nosso almoço. E sobre o trabalho da manhã: ele pode ser tanto no meu home office definido, espaço com escrivaninha e meus gadgets necessários ou perto do baby caso ele esteja dando trabalho. O importante é: faço sempre o que é possível no tempo que ele permite. E isso mudou todo meu pensamento pós filho. Antes, eu parecia programar as tarefas do dia e pensar sobre elas. Hoje, eu faço, e faço na hora que vejo a situação/problema/ necessidade. Bora falar sobre isso?

Fazer a tarefa na hora que aparece

Se antes eu pensava se responderia ou não um e-mail, se eu programava o dia de lavar roupa, se eu pensava ou não se deixaria a louça para mais tarde, hoje eu mudei completamente essa forma de levar a rotina. O que funciona agora e mudou bem a forma de pensar sobre o tempo é: surgiu a necessidade e bebê permite, faça.

E então, a vida segue: chegou e-mail de cliente e pintou uma necessidade de programação de agenda de posts e bebê tá quietinho – faço na hora, a roupinha do pequeno tá no cesto e ele sossegou no berço – vou pra área de serviço, não é hora do banho, não é hora de mamar, ele tá dormindo – saio para ver a vida (pai tem as mesmas funções e divide tudo por igual aqui já que é home office também) e fazer coisas externas, como reunião, visita a cliente, fotos, banco, supermercado.

Tudo na hora que as coisas se apresentam e seguindo meus horários sagrados de café da manhã, horários das mamadas, almoço, banho, hora de dormir. E assim tudo fluiu muito melhor! Minha segunda dica além da rotina então é: não pense sobre, faça.

Poucas cobranças e tarefas possíveis por período

Quando fiz um post lá atrás sobre rotina home office na época sem bebê, já falava isso: colocar na agenda tarefas possíveis e realizáveis para evitar frustração. E isso continua! E ainda mais importante. Ou seja: por mais que a gente tenha um monte de entrega e afazeres, organize na agenda de forma possível.

Como sei bem que a soneca da manhã e o sono pós banho da tarde (por volta das 15-16h) são os horários de mais sossego para ambos, moço pai e para mim, tento reunir tarefas na agenda nesses períodos. E mais: o que realmente dá pra fazer nesse tempo. Somar um monte de coisas ilusórias para nossa capacidade e tempo disponível nos deixa pra baixo e com a sensação de incapacidade. E isso faz o dia terminar com o astral lá pra baixo. Então a dica número três é: coloque na agenda o que realmente possa cumprir.

Na minha sempre tem algo externo (como correio, mercado, reunião), agenda de trabalho de clientes, posts do blog (item 3 de prioridade no momento, infelizmente) e algum lembrete de pagamentos e afins. E tento realmente me ater a essas tarefas, sem poucas distrações nos períodos produtivos. Vamos a esse tópico e último?

Tente tornar os momentos produtivos realmente produtivos

Sem bebê eu já falava isso e muitas vezes não cumpria. Porém, agora é regra, é lei: tenho meu período de trabalho disponível – trabalhe e faça render. Esqueça o cel caso não seja para conferir algo essencial das contas de clientes (trabalho com produção de conteúdo para redes sociais). E mesmo assim, tudo pode ser visto e checado e manuseado pelo laptop. Então, foque no que está predeterminado para aquele período. Parece sistemático e chato? Parece. Mas faz a vida seguir em frente e realmente render! Então, a quarta e última dica é: foque no que está fazendo e evite distrações.

Quer um exemplo? Bebê está na cadeirinha dormindo e quase começando a chiar e eu estou no sofá ao lado escrevendo a toque de caixa sem tirar o olho da tela! Vai dar tempo!

E aí quando a gente cumpre tudo que se dispôs a fazer além dos horários de prazer e lazer com baby e sua rotininha, o que faz? Tempo livre, oba! Bebê dormiu de verdade verdadeira lá pelas 21h! E aí corro para um Netflix, YouTube, blog querido e aí vai! A vida é linda e ela continua sendo ainda mais colorida e prazerosa!

Ajustes acontecem

Você leu tudo até aqui e pensou: será mesmo que isso dá certo? Mas não tem dias que tudo desanda ou que o bebê não quer dormir nos horários usuais? Ô se tem, minha gente! Mas com uma rotina base a seguir, um dia ou outro sem produtividade, as coisas já estão mais ou menos sob controle e sem atrasos… E então, temos um extra caso tudo perca o controle qualquer hora! E mais, a gente se divide por igual aqui. Então, nas horas que o sono não pintou, nos alternamos para seguirmos as tarefas e irmos adiante!

Um beijo da Ma Stump mãe e espero realmente ajudar outras mamães trabalhadoras em casa que estão moldando sua nova vida! Ah, e não: não trablhamos com babá e faxineira só a cada 15 dias.

Decoração
21 fev 2017

Mesh board ou aramado para home office

Se você está em busca de inspirações para mudar elementos do seu home office, está aqui uma boa dica: mesh board ou aramado. Já viu essa tendência pelo Pinterest ou referências gringas de escritórios e mesas de trabalho?

O mural para organização de lembranças, inspirações, fotos e mais elementos (veja com detalhes ao longo do post) nada mais é que um aramado quadriculado. Fácil de aplicar, econômico e super útil.

Com um mesh board na parede, fica fácil decorar o espaço sobre a mesa e ter sempre onde pendurar, colar, prender aquele cartão que amou, o recadinho que não quer perder de vista, e até mesmo dispôr lampadinhas. Tudo isso sem furar muito a parede e nem colar diretamente na pintura. Vamos explorar a ideia? Confira aí abaixo!

Esse é o meu mesh board!

O que é o mesh board e como aplicar à parede

Um aramado todo quadriculado que é bem simples de se adquirir. No Brasil, dá para comprar em sites como Mercado Livre ou lojas de papelaria ou bricolagem. Busque por tela em aramado. É super em conta e bem leve. Ou seja, bastam dois ganchos ou pregos finos para pendurar onde quiser. Pode usar um único painel ou duplicar, triplicar o tamanho com mais unidades…. Assim como pode ser usado apoiado à mesa. Você quem escolhe.

Ideias para uso do mesh board

Tem quem ame ter referências e inspirações próximas à área de trabalho para motivar e alegrar as tarefas diárias. Euzinha sou assim! E você? Nesse caso, o mesh board é perfeito para decorar a parede do home office e de quebra organizar esse ambiente. Isso porque o mural de aramado permite que a gente grude, pregue, cole, pendure o que acharmos que convém para guardar ou decorar.

Valem cartões postais, etiquetas, fotos, recados, folhas de revista, quadrinhos, recortes e até mesmo assumir a função mais utilitária com luzes, utensílios, calendário, colares, óculos e luminária pendente.

Para todos esses elementos, o mesh board funciona superbem e aplicá-los é fácil. Veja mais ideias no item abaixo!

Como colecionar elementos no mesh board

Por aqui, tenho usado fita de cetim e fita tipo washi tape para pregar as coisas que fui escolhendo para o mural. Mas além dessas opções, também dá para pregar com pregador ou mini pregador de madeira, ganchos ou clips. Luzinhas e pendentes podem ser fixados nos cantinhos do aramado e óculos ou bijus nem precisam de suporte. Legal, né?

Inspirações para o seu mural

Fica  a dica de mural para seu ateliê, home office ou oficina criativa! E para se animar, espie bem as imagens e a foto aqui do meu novo espaço de trabalho e recrie em seu lar doce lar! Para mais ideias, vem ver minha pasta no Pinterest! Vou colocar mais referências com o tema sempre que vir ideias bacanas.

Obrigada pela companhia e volte amanhã para conferir um novo post diário!