Dicas
05 dez 2017

Aluguel de brinquedos e os mais usados no primeiro ano

Tem um novo serviço para pais e bebês que está ganhando lugar no mercado! É o aluguel de brinquedos e outros itens para bebê. A proposta de empresas como O Baú do Bebê é excelente e já conto o motivo: poder alugar artigos caros e datados a certas fases proporciona uma super economia, é um hábito sustentável e evita o acúmulo indesejado depois que a brincadeira e uso acabam. Vem saber mais sobre essa nova prática que anda fazendo sucesso e também minhas dicas do que é muito útil no primeiro ano?

Nós, nos divertido e aprendendo há dez meses. Muito prazer!

Aluguel de brinquedos: como funciona e vantagens

A cada mês, os bebês passam por fases de aprendizados e interesses muito específicos. Tem meses que o que motiva é ficar de bruços ou deitado em um tapete de atividades, mais pra frente, o que é indispensável é uma cadeirinha que treme e acalma e nina, depois, o que mais querem é som e animação de instrumentos e carrinhos, e tudo vai mudando assim, em um piscar de olhos. Nessa ânsia de contemplar com os estímulos e atividades que eles precisam, acabamos enchendo os ambientes de novos itens. Mês a mês coisas novas entram em cena.

Mas, e se aquilo que você deixou de usar, fosse devolvido e um novo brinquedo chegasse a sua casa? Muito mais coerente, não? Menos gastos, menos acúmulo, mais chances de ter brinquedos e artigos que funcionem para a fase vivenciada. Essa é a proposta da locação.

É possível ter uma assinatura do item escolhido e então escolher ficar 15 dias, um mês, dois meses com ele em sua casa. Cada período tem um valor e normalmente vão de uns 60 a 160 reais, depende do artigo. Via O Baú do Bebê, os clientes devem estar em São Paulo capital, e a entrega e retirada é responsabilidade da empresa. O artigo escolhido bem higienizado e com pilha, pronto para usar. E assim deve ser devolvido ao fim, em ótimo estado. Para que continue seu ciclo e aquele mesmo produto tenha uma vida longa e feliz com muitos babies! É ou não é uma super praticidade?

O Bau do Bebê: como começou e particularidades

A empresa de locação de brinquedos para bebê e crianças pequenas O Baú do Bebê tem pouco tempo de vida, mas já apresenta em seu acervo mais de 100 itens e contempla 200 mamães em sua cartela. Todas atendidas prontamente via whatsapp, com orientações sobre idade, uso, boas práticas e muita atenção.

As sócias iniciaram o projeto ao se tornarem tias e madrinhas e perceberem a intensidade e necessidades dessa fase mãe e bebê. “Convivemos com bebes de amigas e percebemos que ao mesmo tempo que as mamães precisam de formas de distrair o bebe para terem mais tempo, todos os acessórios e brinquedos eram caros e muitas vezes as embalagens faziam mais sucesso que o próprio conteúdo. Ficávamos conversando sobre isso e um dia tivemos a ideia de alugar! Resolveríamos muitas coisas dentro dessa solução: diversão e estímulos para os bebes, baixo custo, diversidade dos itens, economia de lugar,  sustentabilidade e muito mais!”

Para compra do acervo e novos produtos, elas contaram com uma pesquisa de mercado para checar a importância de cada produto, têm suporte de pediatra para auxiliar nas fases do bebê e uma delas também é formada em Ed. Física e coloca em prática ensinamentos sobre desenvolvimento da coordenação motora. Tudo pensado para possibilitar que itens de qualidade e realmente úteis cheguem às casas dos pequenos clientes e sejam importantes em seu crescimento!

Itens indispensáveis no primeiro ano e minha escolha

Falando da minha experiência pessoal com meu filho Miguelzinho, tive a sorte de contar com o carinho de parentes próximos que ofereceram muitos itens fundamentais para seu primeiro ano. Muitos foram herdados de sobrinhos e outros presentes, porém, todos eles que participaram das fases do Migs podem ser encontrados para alugar e isso certamente teria sido uma ótima solução. Recomendo alguns itens abaixo e conto o motivo da importância e fase:

Tapete de atividades: quando o baby começa a erguer o pescoço e ficar durinho, é fundamental estimular essa prática colocando-o de bruços para erguer a cabeça, virar para o lado e ganhar força. O Migs tinha a mania de sempre deitar para o mesmo lado e até tinha a cabeça tortinha por tanto apoiar para um mesmo lado. O tapete de atividades com arco foi super útil para propor brincadeiras e fazê-lo olhar para outra direção e se estimular com os guizos e brinquedos.

Cadeirinha de descanso/balanço: nós ganhamos a nossa quando o pequeno tinha dois meses e foi simplesmente a melhor aquisição e útil até hoje (numa fase 2). Como as cadeirinhas não só balançam com o movimento do bebê, como também tremem levemente, deixá-lo dormindo, vendo tevê, brincando significou momentos de sossego para outras milhares de atividades da mamãe. Colocava no chão ao meu lado em todos os tipos de afazeres, do trabalho no computador, ao banho em frente ao box. E como há cadeirinhas até 10 kg e outras que suportam até 18kg, hoje aos dez meses, tem uma segunda cadeira de balanço que continua segura e prática para momentos de relax. Santa cadeirinha!

Apoiador musical: essa foi a minha primeira escolha agora que conheci O Baú do bebê, um apoiador musical para ajudar Migs em seus primeiros passinhos. Ele está na fase de dar a volta na mesa e na cama se apoiando e já consegue se suportar super bem como bípede! (risos) Para que essa fase gostosa tenha mais estímulos, queria um apoiador Fisher Price, mas tinha certeza que logo o brinquedo seria deixado para traz. Essa semana é a primeira com a nova aquisição e a função dupla já está sendo comemorada: ama sentar e ouvir as músicas e dançar com os vários estímulos musicais e de pé, está começando a ganhar confiança e atravessar a sala dando um passo por vez. Fofo demais! Nossa locação termina ao fim do mês e me parece o tempo ideal para essa fase, já que os passos sozinho não devem demorar!

Onde encontrar  e dica de presente

Gostaram da dica? Se também procuram aproveitar cada brincadeira e fase intensamente com seu baby, mas a casa nem o bolso suportam tantos brinquedos e itens, bora alugar! Fica minha sugestão e corra para olhar o acervo disponível para a fase atual. Vale também como presente para sobrinhos e filhos de amigos! Uma ótima ideia!

Contatos: 

Moda Criativa
23 nov 2017

Consumo consciente: feira de trocas Trocaí em SP

Com o #GreenSunday, o Trocaí comemora dois anos de atividades com sua tradicional feira de trocas neste domingo, 26, junto ao Programa Ruas Abertas. Organizado pela ONG Minha Sampa, o evento conta ainda com atrações musicais e artísticas durante o dia todo na Avenida Sumaré, em São Paulo, com o objetivo de conectar moradores, instituições e artistas da região, além de transformar a Avenida Sumaré em mais uma referência de espaço público para lazer e cultura na cidade de São Paulo.

O Trocaí (projeto de economia colaborativa – veja mais na página do Face) vai comemorar, no evento, seus 2 anos de atividades e vai realizar sua tradicional feira de trocas, além de oficinas e palestras que ajudam a levar o tema do consumo consciente para o dia a dia das pessoas.  Desde 2015, o projeto já somou mais de 6 mil trocas em 8 feiras realizadas ao longo de sua trajetória.

FEIRA DE TROCAS – como participar

Para participar, basta levar até 7 itens que tenha em casa e não te representam mais e que podem ter um novo significado na vida de outra pessoa. A única regra para que a troca seja feita é que o item esteja em bom estado, novo ou seminovo. Para cada item aprovado, o participante recebe um vale-troca, que dá direito a escolher qualquer item exposto na feira.

PALESTRAS E OFICINAS

Com o objetivo de engajar e disseminar conceitos da economia compartilhada, o evento do Programa Ruas também contará com palestras e bate-papos durante todo o dia, além de oficinas e estações que abordarão temas que convidam adultos e crianças a repensarem seus hábitos de consumo. O projeto tem o objetivo de mostrar uma nova forma de consumir e, por isso, oferecerá, além das trocas, serviços e oficinas que mostram como praticar o consumo consciente no dia a dia.

O evento Trocai no #SumaréAberta é gratuito e acontece no dia 26 de novembro, das 11h às 16h, na Avenida Sumará, dentro da praça Márcia Aliberti Mammania.

SOBRE O TROCAÍ

Criado em 2015, o Trocaí é um projeto de economia colaborativa que propõe uma reflexão sobre os hábitos de consumo da sociedade. Dentre as atividades realizadas pelo projeto estão: as feiras de troca de roupas, acessórios e objetos; palestras e cursos sobre economia colaborativa e consumo consciente; oficinas de moda sustentável e oficinas de educação ambiental para crianças.

O que achou da ideia? Bora incentivar essa prática e tornar mais longa a vida de peças queridas? Pratique o consumo consciente!

 

Ilhabela
06 out 2017

Atividades criativas na Virada Sustentável S.Sebastião Ilhabela

Hoje começa a primeira edição da Virada Sustentável São Sebastião Ilhabela, projeto que vi sendo desenhado, entrei como voluntária no início de sua divulgação e inscrição de projetos, acompanhei a curadoria de sua programação e há algumas semanas faço parte de sua comunicação. Tudo como voluntária (assim como todos!), junto com uma equipe engajada que está arregaçando as mangas para fazer acontecer! Super legal ver o empenho de todos e tantos projetos criados e pensados com carinho para transformar pensamentos, mostrar boas visões e unir!

Conto pra vocês abaixo algumas das atividades que têm tudo a ver com a proposta do Cola e gostaria de recomendar! Se estiver por aqui, vem com a gente? Tem um link em cada uma que te leva ao evento na fanpage e pode ver endereço, quem organiza e mais detalhes!

Oficina de crochê de malha  (Ilhabela)

Workshop de fermentação natural (Ilhabela)

Encadernação com Papel do Quintal

Upcycling Têxtil (Ilhabela)

Feira Sustenta (Ilhabela)

Encadernação com papelão reaproveitado de contos de São Sebastião (São Sebastião)

Roda de Conversa sobre Economia Criativa e Colaborativa  (São Sebastião)

Cada uma das atividades você encontra na fanpage e na página oficial do evento que conta com um localizador de atividades por lugar ou nome. Basta acessar e se programar! Vire sua cidade! Espero que possam acompanhar e curtir! São mais de 60 atividades, caso esteja por aqui, um deve te atrair!  Estarei por lá nesse finde! Me acompanhem no meu instagram e na página oficial!

Inspirações
21 jul 2017

Virada Sustentável São Sebastião e Ilhabela: participe!

♫♥♫ Nós não vamos pagar nada, é tudo free! ♫♥♫ Traga sua atividade cultural ou ação de sustentabilidade voluntárias para nossa Virada, que acontece dias 7 e 8 de outubro em São Sebastião e Ilhabela. Porque as coisas mais importantes nessa vida são de graça… Saiba mais sobre o evento e aproveite para inscrever o seu projeto para fazer parte da programação!

Virada Sustentável São Sebastião e Ilhabela: edital aberto

No dias 7 e 8 de outubro, as cidades de São Sebastião e Ilhabela promovem juntas sua versão da Virada Sustentável, festival de arte e cultura em prol da sustentabilidade que se espalhou de São Paulo para diversas cidades brasileiras, como Rio de Janeiro, Porto Alegre, Manaus e Valinhos. Os editais para a participação de artistas, ONGs, coletivos culturais, escolas e órgãos públicos, além de voluntários e colaboradores, estão abertos no site www.viradasustentavel.org.br até o próximo dia 11 de agosto. A programação completa será divulgada após o fechamento dos editais.

Virada Sustentável São Sebastião – Ilhabela: inscreva seu projeto!

Os municípios de São Sebastião e Ilhabela compartilham os mesmos desafios para seu desenvolvimento sustentável, como a polêmica expansão do porto e as receitas que recebem do petróleo, assim como suas maiores riquezas naturais. Por uma incrível coincidência, as cidades vizinhas têm praias e florestas exatamente na mesma proporção – cerca de 27 mil hectares de parques estaduais e 36 praias em cada uma das cidades. Motivos mais do que suficientes para organizar juntas sua versão da Virada Sustentável.

Temas abordados: fique de olho!

A Virada Sustentável será uma oportunidade para conectar as duas cidades num evento único de mobilização social em prol da sustentabilidade. Foram escolhidos assuntos relevantes da sociedade atual, especialmente na região do Litoral Norte, que paralelamente aos eventos da programação artística, serão debatidos em rodas de conversa nas duas cidades.

Os temas que serão abordados são:

  • resíduos,
  • mobilidade,
  • economia colaborativa e criativa,
  • água,
  • cenários futuros e vida e sociedade no século 21.

A Virada apresenta uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população. Sua concepção é baseada nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU, que são também os princípios que regem os projetos realizados pelo grupo.

♥ E aí, criativos! Bora participar?

Depois de entender melhor sobre o evento, que tal entrar no site e buscar inspirações para inscrever o seu projeto ou voluntariado? Há diferentes formas de participar, sugerindo atividades criativas, oficinas, atrações musicais, rodas de conversa, ações, mobilizações, além de oferecer morada, trabalho voluntário, auxílio… Coloque a caixola para funcionar para adequar seu trabalho a essa oportunidade bacana!

Vale oficinas de plantio, workshops com técnicas artesanais, atividades com reaproveitamento, discussões sobre economia criativa, cultura caiçara, modos de vida atuais, atividades relacionadas a alimentação saudável e natural, incentivos ao negócio criativo, atividades colaborativas… O que você apresentaria e convidaria a cidade a fazer parte? Ilhabela e São Seba procuram por formas originais e atraentes de colocar esses temas em prática e acessíveis a todos! Bora participar?

Curta a Fanpage e busque mais informações no site do evento!

#ViradaSustentavel #VireSuaCidade #VireSuasIdeias

Materiais
28 jun 2017

Marmorite virou tendência: conheça o material

Ao ver o pavimento marmorite você se transporta para sua infância brincando em áreas comuns do prédio da amiga, para fragmentos da lembrança do pátio da escola ou do hall de elevador do apê da avó? Então já pode atualizar as suas referências urgentemente!

O marmorite, esse material super tradicional na arquitetura brasileira nos anos 40, está de volta e tem marcado uma nova tendência com seus novos usos. Continue a leitura abaixo para se inteirar do material e como aplicar na decoração de interiores!

O que é o marmorite

Pra começar, o que é para nós, leigos e amantes da decor, esse material tão igual a gelatina de cubos no creme de leite? O marmorite nada mais é que uma composição de fragmentos de diferentes materiais, lixados e finalizados em uma superfície lisa. A mistura é composta por mármore, granito, vidro, quartzo e outros com uma liga de cimento, polimérico, ou com uma combinação de ambos. Depois de seca a massa, é polida para ficar com o aspecto que conhecemos.

A gelatina do piso da escola ficou mais clara agora? Então vamos às novas aplicações contemporâneas!

O marmorite hoje

Da pavimentação simples de áreas de condomínios, comércios e pátios, o marmorite ganhou status cool e estética atual. Agora, a combinação de materiais tem sido vista (e super aprovada!) em projetos de cozinhas atuais, em mobiliários, em peças de design, em pisos de espaços internos de casas e apartamentos, em revestimentos de ambientes.

O marmorite que sempre foi legal, mas era relacionado à aparência de granito mas com melhor custo benefício, galgou algumas posições e já pode desfilar entre materiais sofisticados.

Passeie pelas fotos para ver alguns usos super interessantes do material. E fique de olho a sua volta, é certo que vai notar o novo queridinho dos designers e arquitetos em ideias bem atraentes!

Vai dar novo crédito ao marmorite? Por aqui, já amo!