Moda Criativa
28 ago 2017

Pinterest no SPFW: tendência meias coloridas e meia arrastão

Tem radar de tendências, tem cor, tem flagras de novidades na moda criativa, Cola também está de olho e ama! Pela primeira vez  a plataforma que adoro para buscar inspirações, ideias do momento e referências seja na moda, na decoração, seja de estilo de vida, participa do maior evento de moda da América Latina. O Pinterest está na SPFW e tem realizado um super compilado das tendências do momento por meio de relatórios e pastas por meio do olhar de blogueiros da área. Legal, né?

Uma das modas do momento flagradas foi o uso de meias coloridas e meia arrastão. Cola dá uma pincelada aqui e te convida a explorar essa boa ideia! Afinal, se vestir de de forma autoral, criativa e colorida é muito legal! Adapte ao seu estilo!

Meias soquetes e meias na canela agora fazem parte do look. Não precisa ser básica, comece a bancar estampas e cores inusitadas!

Mais apostas garimpadas na semana de moda vão entrar nessa pasta no Pinterest e vou acompanhar o radar dessa rede social e ir contando pra vocês! Por enquanto, pode se jogar nas meias! Se for do seu jeito, melhor ainda!

Meia calça colorida com vestido, um jeito fun de variar suas combinações.

Usar sandália com meias coloridas pode! Ô se pode! Faz seu estilo? Créditos daqui.

A nova meia arrastão: versão meia soquete, curtinha, para usar com bota, tênis e jeans. Créditos daqui.

Cola Visita
25 ago 2017

Passeios em Paraty: restaurante favorito Thai Brasil

Quem acompanha o blog já viajou comigo muitas vezes para essa cidade querida! Paraty está entre os lugares que mais amo no mundo e um dos mais acessíveis de chegar hoje em dia. Estar lá é sempre um convite para inspiração, para muitos sorrisos e para repetir passeios que adoro fazer com marido, e agora, em família! Um deles é nosso restaurante favorito, o Thai Brasil, de comida tailandesa, como o nome já sugere. Lugar com decoração mágica, comida excelente, música acolhedora e serviço superbacana. Vamos passear por lá?

Thai Brasil: ambiente mágico e comida deliciosa

Nossa primeira vez no Thai Brasil foi na Lua de Mel há mais de cinco anos. Nessa semana que passamos por lá, repetimos o lugar do jantar porque era impossível não voltar. E depois dessa vez, toda visita à Paraty só é completa com essa passadinha especial. Já tenho meus pratos favoritos, mas o que comi nessa última visita foi o mais incrível de todos. Uma lula à moda tailandesa, com molho cheio de temperos, nada de pimenta para mim, e acompanhada do arroz de jasmim que amo de paixão. Daqueles pratos de cumbuca para comer apreciando um bom drinque (que lá são muitos!) e curtindo a música e ambiente. Como nos faz bem!

Decoração DIY e criatividade

Uma das coisas que sempre me fisga no Thai Brasil e nunca me canso de notar detalhes é a decoração feita à mão. Mesas, luminárias, paredes, tudo leva pintura manual, relevo de papel machê e muita cor. Além de todas as intervenções nas paredes  e mesas com decor que não se repetem, agora também tem bolas de Natal penduradas no teto de nuvens! Tornou o ambiente ainda mais lúdico e fantasioso! Uma delícia estar ali a meia luz e curtir esse momento da viagem, sempre marcante.

Fica minha dica de passeio em Paraty! Esse é o site do Thai Brasil. O restaurante abre à noite, já a partir das 19h e nem arrisco a dar sugestões de pratos além da minha lula, tudo é delicioso! Ah, mas não saia sem comer a sobremesa de manga e arroz com coco. De chorar de tão saborosa! Lá no site do restaurante você pode ver a carinha dos pratos e mais cores do lugar.

Espero que possam curtir essa experiência e que eu também volte logo para mais um jantar especial!

Decoração
24 ago 2017

Dicas para transformar quarto infantil com cor

Vamos colocar cor e vida no quarto dos pequenos? Dicas para transformar quarto infantil com pouco investimento!

Quando se pensa em crianças, o primeiro cômodo que vem à cabeça na hora da decoração é o quarto. A mudança de cores e elementos da decoração de um ambiente infantil pode ser aproveitada para estimular diversas sensações. Por isso, ficam sugestões para inspirar na hora de transformar o cômodo. Com cores novas em objetos e parede, fica mais fácil mudar gastando pouco!

Dicas de cores por Suvinil

Os clássicos rosa para meninas e azul para meninos apresentam cada vez menos adeptos. Já as tonalidades de cinza têm sido cada vez mais pedidas nestes cômodos. Tons de verdes, amarelos e laranjas dão a cara desta nova geração. Além disso, outras composições mais universais e sem gênero encontram mais espaço, por exemplo, as cores Geleiras (azul) e Pólen (amarelo).

> Dicas para combinar cores e checar os tons sugeridos no site

Customização dos móveis

A customização dos móveis é uma ótima alternativa para transformar o ambiente, além de ser um momento de interação com o seu filho. Mudar a cor de uma escrivaninha ou da cômoda pode ser uma opção simples e muito divertida. A dica é investir em tonalidades mais claras na parede, como o cinza Crômio, e aplicar combinações mais vibrantes nos móveis, como o laranja Papoula ou o azul Oceano Pacífico.

> Como pintar móveis de madeira: faça você mesmo.

> 11 passos para pintar móveis de madeira

Parede de lousa lavável

Paredes mais dinâmicas também são bem-vindas aos quartos. A sugestão é aplicar o Efeito Lousa, da Suvinil, em uma parede do ambiente ou até mesmo na porta do armário. Além de funcional, esta alternativa estimula a criatividade e a interação da criança com os elementos da decoração.

Para os quartos infantis, que merecem uma atenção especial, a dica é optar por um produto que não altere a rotina das crianças e ajude a preservar a saúde. O Suvinil Família Protegida, por exemplo, reduz 99% das bactérias da parede por até dois anos, não tem cheiro e é lavável, facilitando a limpeza.

Mais ideias para quartos de bebê e infantis em minha pasta no Pinterest!

Moda Criativa
21 ago 2017

Upcycling: A nova tendência em moda

O conceito Upcycling transforma o que seria descartado em peças exclusivas

Evitar o desperdício e reduzir o consumo de matéria-prima durante o processo de criação de novos produtos é a essência do Upcycling, conceito que visa transformar resíduos inúteis e descartáveis em novos materiais, colaborando para propagar uma nova forma de consumo. Vertente da reutilização, a arte do upcycling dá novo significado àquilo que, a princípio, seria destinado ao lixo por não apresentar valor comercial. Utilizado no mundo da moda a partir de 2002, o termo se sustenta em dois pilares: economia e transformação.

Upcycling: A nova tendência em moda

Reciclagem x Upcycling – entenda a abordagem criativa

De acordo com a professora do curso de Design de Moda do Centro Europeu, Nicolle Gora, diferente da reciclagem, o upcycling faz uso de materiais já existentes para criar algo que surpreenda e, mesmo assim, seja baseado em traços originais das peças. Por essa abordagem, embalagens e sacos de cimento utilizados podem dar vida a bolsas, sapatos e acessórios únicos e elegantes. “Por ser um processo que não desperdiça energia ou faz uso de materiais químicos para reciclagem, ele pode ser muito eficiente em larga escala na indústria da moda, que é, hoje, a segunda mais poluente do mundo”, explica.

A proposta pode parecer ousada e até mesmo um pouco excêntrica, mas já ocupa as vitrines de capitais como Londres e Berlim. No Brasil – onde são confeccionadas, por ano, cerca de nove bilhões de peças de roupa -, o conceito ainda é incipiente, mesmo com a estimativa de que por volta de 170 mil toneladas de retalhos sejam produzidas anualmente no país.

Sacola impermeável feita de guarda-chuva, vela com recipiente de vidro feito a partir de garrafa de vinho, niqueleira de couro reciclado com caixinha de  caixas de sapato e bolsa jeans feira a partir de calças usadas.

Sustentabilidade na prática

Ainda assim, a técnica, vista por Nicolle como uma aliada da sustentabilidade por recolocar no topo do ciclo da produção um material que já está no fim dele, é fruto dos anseios da geração Y. “Desses novos recortes, modelagens e processos produtivos nascem peças únicas e com alto valor agregado. O upcycling resulta de uma consciência ambiental, principalmente desse público que cobra mais ética e transparência das empresas”, resume.

Dê nova vida aos materiais!

Para ela, dar ouvidos a esses consumidores significa repensar toda a cadeia produtiva do mercado da moda, priorizando a mitigação de impactos ao meio ambiente. “Além disso, manifestar essa veia inovadora, de modo a conter desperdícios e extrair o melhor de cada produto, pode trazer economia e ser um diferencial competitivo para o mercado”, acrescenta. Para dar vida à inovação, contudo, a professora lembra que não há segredo. “A partir das preferências e necessidades do seu público, é preciso lançar mão de bom gosto e criatividade sem receios. O resultado será nada menos do que combinações atrativas e interessantes”, completa.

Cola Visita
15 ago 2017

Onde ficar em Cunha: experiência no Latitude Lodge

O post de hoje é de viagem! Oba! Assunto que adoro e que tenho tido menos oportunidades do que gostaria, mas… Sempre deliciosas e muito bem planejadas! Na última semana, alguns dias de férias e dedicados à família tiveram um gostinho especial: foi nossa primeira viagem a 3! O destino escolhido foi Cunha e a querida Paraty. Se a segunda já é nossa best friend e cheia de lugares favoritos e com muita intimidade, Cunha foi uma nova experiência e fizemos questão de curtir a paisagem em um lugar único: o Latitude Lodge.

Vem comigo saber mais sobre essa hospedagem que é um container?

Alguém me belisca? O que é esse visual? Cores, arquitetura, todo conjunto é de babar! E tirar muita foto!

Latitude Lodge: motivo da escolha

Quando decidimos esticar nossa viagem de Paraty e passar uma noite em Cunha, não tinha conhecimento de hotel algum na cidade. Um único que já havia visto no Instagram não aceitava o baby (jura mesmo que um Miguelzinho não seria bem-vindo?), logo, comecei a busca via Tripadvisor e Booking com esse filtro para ver qual me conquistava e agradava também o budget escolhido. Com algumas pernadas e checagens em blogs que falavam sobre a região, cheguei ao Latitude Lodge, um hotel com novo conceito, que se apresentava super novo e com um visual incrível para as montanhas. Mal sabia que a experiência só melhoraria!

A possibilidade de fazer a reserva com possibilidade de desistência, aceitar bebês e contar com aparência contemporânea me fisgou. E mais: ter pouquíssimas vagas ao longo do mês era sinal de coisa boa! Assim que fiz a escolha da data, um e-mail cuidadoso e gentil cheio de informações chegou e já comecei a amar a experiência exclusiva.

Esse tronco é um ofurô a céu aberto, com água quentinha para curtir até mesmo no inverno. Por que mesmo não levei roupão e biquíni? Tarefa para próxima ida.

Descobri então que tudo no Lodge é automatizado. Cada quarto é um container, recebemos senha para acesso do complexo, do quarto e toda e qualquer informação sobre o espaço está em simpáticas plaquinhas e guias. Nada de recepção, e muita atenção do mesmo jeito. Uma maneira muito legal de se hospedar e se sentir bem recebido!

O quarto que convida a relaxar

Fomos a Cunha com um objetivo claro: relaxar e curtir o entorno verde e campestre. Não estávamos lá super ansiosos para fazer um grande tour pela cidade. Três coisas me chamavam para a região: os ateliês de cerâmica, o lavandário e as montanhas. Como infelizmente poderíamos ir apenas durante a semana e o campo de lavandas (veja aqui) só abre a partir de sexta, estar em um quarto por uma diária e uma noite que nos bastasse e proporcionasse períodos de relax era o suficiente! Ah e como esse item foi contemplado!

Notaram a organização de tudo por ali? Encantador. Voltei querendo arrumar tudo!

Cada container tem quarto, cozinha, banheiro e varanda com decoração bem pensada e ambientação propícia ao descanso. Lareira completa com lenhas te aguardando (não imaginam o aroma do quarto logo ao abrirmos a porta!), cozinha com tudo que precisamos, café a postos, toalhas macias, cama fofa, copos para um bom vinho e um silêncio incrível que nem mesmo aqui em Ilhabela presenciei. Muito, muito inspirador! Já contei que tinha suculenta na varanda e tanto móveis, como placas e comunicação seguiam um estilo próprio e moderninho? Tão legal!

Do nosso quarto, nem sequer notávamos a presença de hóspedes em outros lodges e tudo, tanto nas áreas comuns (tem ofurô, espaço para fogueira e churrasqueira) estavam organizados e limpos impecavelmente. De verdade, o post é para recomendar mesmo, porque ficamos surpresos e muito bem impressionados. Ficamos da quarta da hora do almoço até a quinta no mesmo horário, mas pareceram longas horas de relax pra mente! Até mesmo o baby pareceu mais propenso a dormir e curtir o sossego! Que delícia!

Precisa mesmo sair?

O Latitude Lodge fica muito próximo à entrada da cidade, na mesma estrada de um dos principais ateliês de cerâmica, tem pizzaria na redondeza e está fácil sair de lá e buscar qualquer comidinha que faltar para curtir no próprio lodge. Nós nos preparamos e já fomos com queijos, vinho, aperitivos na bagagem pensando em sair o mínimo possível! Mas demos uma breve esticada pelo centrinho da cidade, o ateliê vizinho (Ateliê de Cerâmica Suenaga e Jardineiro) e casa do artesão. Nossa missão de ser o mais relax possível foi alcançada com sucesso!

Fica minha experiência em Cunha, meu registro para eu me lembrar sempre como essa viagem foi gostosa e marcante e minha vontade de voltar o quanto antes! Na próxima, prometo tentar explorar mais os arredores e finalmente ver as lavandas ao vivo!

Você já foi pra Cunha? Conte pra mim o que mais te agradou! E mais: a Estrada Real entre Paraty e Cunha é um passeio a parte! Está renovada, bem cuidada e levamos menos de 50 minutos de uma cidade a outra. Cola amou!

Vai lá: https://www.latitudelodge.com.br/